Resenha Jardim das mentiras de Eileen Goudge

Oii gente e aí tudo bem com vocês??


Hoje vou falar com vocês de um livro super antiguinho já e que me deu um trabalho danado pra achar pra comprar, o Jardim das Mentiras.

Esse livro foi um grande Best Seller de 1989, tem quase a minha idade...

Pra vocês compreenderem porque cheguei a ele, vou ter que explicar um pouco mais sobre o que eu faço. Aqui, quem já me acompanha sabe que eu sou beta reader, ou seja, leitora critica de livros, e pra fazer isso com qualidade eu leio muito, mas não leio só clássicos ou só livros comerciais, leio de tudo, principalmente livros que tratam da técnica literária e coisas do gênero. Mas, enfim, esse livro eu peguei a indicação por um outro que estava lendo. O autor do outro livro é marido da Eileen Goudge e também o maior agente literário dos Estados Unidos, Albert Zukermann. Eu estava lendo um livro sobre best seller dele e peguei algumas indicações. Alguns eu já tinha lido e reli e outros comecei a conhecer.
Então, esse livro chegou as minhas mãos, depois de cavoucar os sebos do país todo...

Vamos conhecer melhor ele???

Título: Jardim das Mentiras

Autor: Eileen Goudge

Ano: 1989

Páginas: 560 (Imagina a minha cara quando vi esse número)

Coleção: Super Sellers

Editora: Record e Altaya


Numa sombria noite de julho, em 1943, Sylvie Rosenthal dá à luz uma menina morena, filha de seu amante Nikos. Atormentada pelo medo de que seu marido, mais velho e muito rico, venha a abandoná-la e aproveitando-se de uma trágica oportunidade do destino, ela troca a filha por uma menina loura, cuja mão acaba de morrer no incêndio que ameaçava destruir o hospital.Rose, a verdadeira filha de Sylvie, cresce numa pobreza digna, cuidando de uma avó detestável. Luta para ser advogada, sob a orientação do brilhante e afetuoso Max Griffin, que a ama com uma paixão que levará anos para ser declarada. Rachel, criada como filha de Sylvie numa elegante mansão, dedica sua vida à medicina. Marcada por uma decepção amorosa, ela se apresenta como voluntária pra servir no Vietnã, onde luta para salvar a vida de um soldado e acaba se apaixonando pelo unico homem que jamais deveria ter conhecido.Este irresistível romance se desenrola das ruas de Manhattan às selvas do Vietnã assolado pela guerra e culmina em Nova York, numa dramática cena de tribunal, onde finalmente vem à tona o terrível segredo que reside no âmago do Jardim das Mentiras.

Minha opinião:

Francamente, eu não sou muito fã de romances que tenham um "quê" de época, a não ser os futuristas, mas acontece que esse livro se encaixa perfeitamente na minha listinha dos livros com grandes protagonistas mulheres. E vocês sabem como eu adoro uma boa trama, cheia de nós né?

Bom, de qualquer forma não é um livro que ocorre em épocas tão distantes, a Guerra do Vietnã foi a bem pouco tempo se pararmos pra pensar o tempo de existência desse nosso mundo.

O Prólogo do livro é muito intenso e tem várias páginas, todas narradas pelo ponto de vista da Sylvie, uma mulher que se casou com um homem bom, mas por quem não sentia nenhum desejo sexual, apenas afeto e carinho. O que acontece é que ela se vê extremamente atraída por um homem que trabalha em sua propriedade, o Nikos e ele retribui. E como prova de que, quando a gente apronta a gente se ferra, ela fica gravida. Espera, desesperadamente que a criança tenhas as feições do marido, pele e olhos claros, mas e menininha nasce a cara do amante e isso a deixa desesperada. No hospital ela conhece uma mulher bonita, esposa de um militar e já mãe de duas meninas praticamente louras. Pra dar uma mãozinha, o hospital pega fogo e ela salva a vida da filha da sua companheira de quarto. Quando chega a salvo ao lado de fora com a criança, as freiras, que são também as enfermeiras, confundem que a menina que ela carrega é sua, e ela acaba concordando. É quando sua filha vai viver com a família da moça que morreu no incêndio e ela assume a filha da moça.

Sylvie mergulha num mundo só seu, passando anos e anos com essa ferida aberta, essa dor por ter feito o que fez e escondendo esse terrível segredo.

O que ela não esperava é reencontrar a filha biológica depois de tanto tempo e em tais circunstancias. 

Depois de crescer em meio a miséria e ainda ter que cuidar da avó, que só faz em destratá-la e dizer que ela só pode ser fruto de uma traição de sua mãe, Rose cresce e se torna uma brilhante advogada, com o apoio de um advogado que a ama muito.
Rachel, por sua vez, que foi criada com todo o conforto, como se fosse mesmo filha de Sylvie, se torna uma médica que acredita ser frigida, pelo menos por boa parte do início do livro, quando ela está procurando um cara para ajudar a resolver a questão da virgindade. Ela se dedica muito a medicina e vai para o Vietnã, como voluntária, depois de sofrer uma grande decepção amorosa.

Gente, esse livro é simplesmente fantástico, comecei a ler e de repente já haviam passado cem páginas e eu não conseguia nem pensar em parar.
Com um desfecho incrível, a autora criou um livro cheio de pequenas tramas que culminavam com o encontro das duas filhas de Sylvie, a verdadeira e a de criação.

Um final de marcar a alma da gente eu digo, todo mundo precisa ler esse romance, e não é a toa que ele vendeu tanto.

Bom, apesar de ter muitas páginas, você começa a ler e conhecer os cenários, as personagens e se envolver com a trama como se estivesse não apenas vendo um filme, mas vivendo ali, com a Rachel, ou com a Rose, ou ainda com a Sylvie.
Os personagens evoluem e ganham proporções quase reais, com dilemas, qualidades, defeitos, tamanha é a profundidade dessa criação.

É isso gente, esse livro entrou pra história de todos os que eu já li, me marcou como pessoa e como leitora.
LEIAM!


Classificação: Favorito

Por enquanto é isso...

XXOO
Graci Rocha




12 comentários:

  1. oi Gra

    Vendo vc lendo tanto, percebo que tenho que colocar minhas leituras em dia, afinal quem gosta de ler se sente como se estivesse pelado sem livro rs...

    bjokas =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Bell, nossa é verdade, eu até que ando lendo menos, sabe como é, recursos escassos, filhos, casa, gatos, rsss mas te digo, quando fico muito tempo sem um livro é como se ficasse sem chão, ou sem roupa como vc diz rsss
      bjs

      Excluir
  2. Parabéns pela resenha, adorei!
    Gostei muito da sua ideia de fazer maratona de best sellers antigos, nunca tinha visto em nenhum blog.
    Me interessei pela sinopse e gostei muito do que você falou, quam sabe um dia eu leio.
    Beijos!
    http://borboletasliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Beatriz, tomara que vc encontre e leia, se vc gostar de livros com trama e desenrolar emocionante, vai se apaixonar por esse livro.
      bjs

      Excluir
  3. Oi Graci, tudo bem?
    Eu queria fazer isso também, pegar uns livros antigos e ler, só que preciso de tempo para isso.
    Para te falar a verdade, eu não fazia IDEIA da existência desse livro e já anotei aqui a indicação. <3

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  4. Oie! Não conheço o livro, mas vou procura-lo para ler!
    Desculpa a demora para aparecer!!
    Bjs, se puder comentar nessa resenha ajudará muito:
    http://resenhasteen.blogspot.com.br/2014/07/poseidon.html
    Bjs, Nay =D

    ResponderExcluir
  5. Graci, ainda não tive oportunidade de ler esse livro, mas adoro romances dramaticos q dariam uma boa novela, vou caçar esse livro.
    Essa resenha é mto boa.
    bjinhos

    ResponderExcluir
  6. Que resenha maravilhosa Graci, estou querendo mesmo ler esse livro.
    bj

    ResponderExcluir
  7. Gzuis! O livro parece ser muito bom. Eu estava pensando em ler uns livros antigos, vou anotar o nome desse na minha listinha, parece ser muito bom.

    ResponderExcluir
  8. Otima resenha! Adorei o livro! Continue se esforçando!

    ResponderExcluir
  9. Nossa, parece que é um livro bom mesmo. Pena que é tão dificil de encontrar aqui onde moro. Com certeza, depois da forma como vc falou dele, quero ler.

    ResponderExcluir
  10. Parece ser um livro bom, adoro ler livros antigos.

    ResponderExcluir

Deixe o seu comentário ele é muito importante pra mim...
Abraços!
Graci Rocha